Botão soneca, o inimigo dos compromissos


O sol está nascendo, você está dormindo profundamente, aquele sono gostoso, quando de repente o despertador toca. Você acorda meio assustado, pensa “Putz, mas já? Não vai dar, preciso dormir mais um pouco” e simplesmente aperta o botão “Soneca” do despertador e fica lá, mais 10 minutos, e sabe se lá quantas vezes esse processo pode se repetir.

Estava conversando com uns amigos sobre esse tal botão soneca e decidi escrever sobre isso. Oras, para muitos já é algo quase automático, esse evento faz parte da manhã do sujeito. Entretanto, naturalmente nós ajustamos o despertador para um horário em que nós possamos nos arrumar e chegar aonde temos que ir com pouco (ou nenhum) tempo de antecedência. Nós não podemos dormir mais 10 minutos, ou vamos nos atrapalhar na nossa rotina e acabaremos nos atrasando. Eu mesmo, calculo friamente quantos minutos eu gasto me aprontando e chegando no destino, para poder prolongar o máximo possível o tempo de sono. Mas quando acordamos ainda sonolentos com o despertador, o pegamos e vemos aquele tentador botão, muitas vezes não hesitamos em apertá-lo e voltarmos a cair nos braços de morfeu, ainda que por pouco tempo. E é justamente esse pouco tempo que provavelmente nos fará perder a hora do compromisso.

Veja só, esse botão soneca não pode ser coisa boa, ele é o nosso atraso encarnado no despertador, algo que teoricamente tem a função oposta. O jeito para quem não resiste à essa tentação é adiantar o despertador já calculando o tempo da soneca, para assim ir acordando aos poucos. Até porque, vai dizer que esse tempo de soneca não parece extremamente mais demorado que apenas 10 minutinhos?

"Na guerra contra o sono, o botão soneca é um tratado de paz pronto para ser quebrado."

Category:
Reações: 

0 comentários:

Postar um comentário

E você, o que pensa sobre isto?