Paradas de ônibus inusitadas

Olá pessoal, primeiramente peço desculpas pelo tempo sem postagens novas, é que realmente essa semana as coisas foram bastante (e estou sendo eufêmico) corridas pra mim. Mas aqui estou eu, enfim na sexta-feira pré-feriado, pra trazer coisas interessantes pra vocês.

Navegando pela internet, encontrei no site Humor Ceego, encontrei uma lista bem legal, com as paradas de ônibus mais bacanas do mundo. Então lá vai:



Essa aqui é pros fãs do tio George Lucas. Feita como forma de divulgação, acabou sendo uma atração, principalmente a noite.










Essa aqui eu realmente gostei. Seria maravilhoso se padronizassem as paradas nesse formato. Aposto que ninguém reclamaria se o ônibus se atrasasse um pouco.







Bem, se eu já estava sonhando com paradas como a de cima, imagina só uma igual essa do lado. Tem ar condicionado e tudo. Só mesmo os sheiks árabes pra desfrutarem de algo assim mesmo...









Achei essa fantástica. Uma verdadeira obra de arte, que ainda serve como parada de ônibus. Essa beleza fica na California.











Bastante desafiadora, essa. Ao lado da parada, aonde tradicionalmente se coloca propaganda, colocaram maços e mais maços de dinheiro, protegidos pelo vidro. Na verdade, é uma propaganda, da empresa de segurança (3M) que fabrica o vidro, que comprova a segurança do mesmo. Uma excelente publicidade, ao meu ver.







Essa é bem divertida. Nessa parada as pessoas de Londres voltam à infância com esse balanço colocado logo ao lado.










E essas foram as paradas de ônibus que achei mais divertidas do site. Lá tem ainda algumas outras, pra quem quiser dar uma conferida.
Category: 0 comentários
Reações: 

Famosos eleitos

Hoje foi enfim o esperado dia da eleição. Levamos para o segundo turno a disputa pelo cargo de presidente do país. Creio que esse segundo turno vai ser interessante, e bem disputado. Vários estados (e o Distrito Federal) também terão segundo turno para governador. Mas venho aqui trazer a vocês algumas peças que se elegeram no dia de hoje. Candidatos famosos é o que não faltou nessa eleição, tinha aos montes. Vários deles conseguiram se eleger, sendo um bom número ex-jogadores de futebol. E aqui segue uma lista que irei atualizando conforme novos resultados.

Tiririca (PR) - Deputado Federal de São Paulo
Esse já era de se esperar, liderava a pesquisa de intenção de votos, e conseguiu cerca de um milhão de votos.




Romário (PSB) - Deputado Federal do Rio de Janeiro
O baixinho agora virou político. Também foi muito bem votado, e ficou sexto lugar.




Wagner Montes (PDT) - Deputado Federal do Rio de Janeiro
Apresentador da TV Record, é responsável pelo Balanço Geral do estado. Foi o mais bem votado, e conseguiu se reeleger.




Marques (PTB) - Deputado Estadual de minas Gerais
Ex-jogador do Atlético Mineiro, foi bem votado, ficando em segundo lugar.




Danrlei (PTB) - Deputado Federal do Rio Grande do Sul
Ex-goleiro ídolo do Grêmio. Ficou em quarto lugar no estado.





Roberto Dinamite (PMDB) - Deputado Estadual do Rio de Janeiro
Ídolo e atual presidente do Vasco da Gama. Não foi muito bem votado, mas conseguiu a reeleição.



Jean Wyllis (PSOL) - Deputado Federal do Rio de Janeiro
Ex-BBB, conseguiu a vaga com um número mediano de votos.




Bebeto (PDT) - Deputado Estadual do Rio de Janeiro
Ex-jogador, foi eleito mas não levou tantos votos quanto seu parceiro de tetra.




Stepan Nercessian (PPS) Deputado Federal do Rio de Janeiro
Ator de teatro e televisão. Já era vereador do RJ, agora se elegeu com um bom número de votos.





Bem, vamos torcer para que eles levem a sério seus mandatos, e trabalhem de forma correta e dedicada. Sinto-me aliviado ao ver que pessoas como Tati Quebra-Barraco e Mulher Pêra não se elegeram.
Category: 18 comentários
Reações: 

Calibre 45

Amanhã é dia de eleição, e escolheremos a maioria dos nossos novos representantes, com excessão daqueles que irão para o segundo turno. Todos nós já vimos muitas propagandas eleitorais engraçadas, bizarras, algumas chegando ao cúmulo do absurdo. Hoje me deparei com uma, que considerei, no mínimo, interessante. É de um delegado candidato a deputado federal do Goiás. Mas antes de postar o vídeo, gostaria de dizer algumas coisas.

Ao meu ver, existe um tripé que considero essencial para o desenvolvimento social do país: educação, segurança e saúde. A área que eu vejo os candidatos menos dar atenção é justamente a segurança. A educação já é considerada pela maioria como a principal, e a saúde também é sempre lembrada. Em relação a ações efetivas e diretas no que diz respeito à segurança pública não vejo muitas propostas. Creio que essa é uma deficiência quase generalizada dos políticos atuais. É necessária uma atenção maior nesse aspecto, não podemos deixá-lo esquecido. Precisamos cobrar nossos representantes.

Dito isso, aqui segue o vídeo, que quebra essa tendência, e foca na questão da violência - até pelo candidato ser um delegado. Entretanto, não deixa de ser engraçado, e muito. Confiram:




Atualização - O candidato não conseguiu votos suficientes para se eleger deputado federal.
Category: 3 comentários
Reações: 

Mamãe, não quero ser prefeito...

Quero ser é deputado! Olhando o site da revista Superinteressante, vi uma matéria legal: "Quanto custa um deputado?" O salário é consideravelmente alto, mas não chega a ser exorbitante, é comum entre cargos realmente altos. O que realmente parece piada são as verbas dadas. Confiram:



Eles contam com 14º e 15º salário




Cota para comprar material de escritório e pagar assessores, cujo número pode chegar a 25


 
 
Gasolina, alimentação, hospedagem, aluguel de escritório e consultorias

 
Ajuda no aluguel (mesmo pra quem mora em Brasília, oi?); correio, telefone e internet; além de R$ 1000 para assinar periódicos, afinal um deputado precisa estar sempre em dia, não é mesmo?
 
Nove mil reais de passagens sem justificativa necessária; e oito mil com gastos médicos para o deputado, sua família e papagaio.
 
Para bancar um deputado federal, é necessário a riqueza gerada por quase 70 pessoas. Nos EUA, esse número cai mais da metade, e na França, "apenas" uma dúzia é necessária.


Fontes: ONG Transparência Brasil e Câmara dos Deputados. Gráficos retirados do site da Superinteressante.
Category: 0 comentários
Reações: 

A barata diz que tem...

Baratas são bichos que causam pânico em muitas pessoas quando dentro de casa. Em certas épocas, elas resolvem aparecer e a todo instante nos deparamos com uma nas horas mais impróprias. Atualmente, estou tendo um índice de homicídio de pelo menos duas baratas ao dia, não sei se pelo tempo, ou por algum outro motivo obscuro. Encontrei no site Z Megazine uma lista com sete fatos interessantes sobre esses pequeninos seres que nos atormentam, e só servem para termos que limpar a sola das sandálias.

As baratas caseiras não têm nenhum papel na cadeia ecológica: são só pestes, mesmo
Não precisa ter dó de dar aquela chinelada: aqueles monstrengos que vez ou outra aparecem na sua casa para comer restos de comida e disseminar o pânico não têm nenhuma função nobre no equilíbrio da natureza – são só uma praga, e ainda carregam doenças. Mas as que vivem na natureza são importantes, já que contribuem para a reciclagem do material orgânico e servem de alimento para vários predadores.

Barata andando pela casa durante o dia não é bom sinal
As baratas não dormem, mas sabem que é hora de se recolher quando percebem a claridade e só saem quando escurece. Dentro das casas, a hora de ficar quieta no seu canto é enquanto o homem está ativo, oferecendo mais riscos a ela. Então, se você tiver um infeliz encontro diurno com o bicho, fique atento. Baratas em atividade durante o dia indicam que a população está muito alta e não há esconderijos para todas.

Elas têm pelinhos no traseiro que lhes dão informações detalhadas sobre o inimigo
Você que já tentou matá-las sabe: o bicho é rápido e tem um baita reflexo. Isso se deve em boa parte a dois pelinhos que a barata tem no traseiro, chamados cercis. Eles são capazes de perceber movimentos sutis do ar e lhe permitem obter informações sobre possíveis ameaças, como localização, tamanho e velocidade. Além disso, elas enxergam muito bem, mesmo quando não há luz, e seus ouvidos são capazes de detectar até os passos de outra barata.

Elas podem roer os seus lábios enquanto você dorme – e deixam ali microrganismos que causam doenças
Esta é para você nunca mais dormir tranquilamente: as baratas têm o hábito horroroso de roer os lábios das pessoas durante o sono para pegar partículas de alimentos. Isso é ainda pior se considerarmos que os bichos podem carregar a bactéria da peste, da febre tifóide, da cólera, o vírus da poliomielite, de um tipo de herpes e ainda podem transmitir vários tipos de conjuntivite. Escova de dente, para que te quero! 

Elas têm uma capacidade incrível de se multiplicar e os ovos vingam mesmo quando a mãe morre
Sabe aquela gosma branca nojenta que explode quando você esmaga a barata? Aquilo é gordura e contém as reservas de nutrientes que vão alimentar as células do inseto quando faltar comida. Ali também existem algumas dezenas de ovos, que podem vingar mesmo depois que a mãe morre. A capacidade de reprodução das baratas é incrível: em 150 dias de vida, uma única fêmea consegue botar cerca de 320 baratinhas no mundo.

As baratas conseguem viver vários dias sem cabeça (!)
Além de conseguir ficar até um mês sem se alimentar, o inseto ainda é capaz de sobreviver por vários dias sem a cabeça. É que suas principais estruturas vitais ficam espalhadas pelo abdômen e, nesses casos, um gânglio nervoso no tórax passa a coordenar os seus movimentos, permitindo que fujam das ameaças. Como seu corpo tem um revestimento de células sensíveis à luz, ela ainda pode localizar e correr para as sombras. Qual a forma mais eficaz de matá-las, então? Anote: aerossóis e outros produtos na forma líquida são eficientes contra a barata de esgoto (Periplaneta americana); para matar a barata de cozinha (Blattella germanica), as formulações gel são as mais indicadas.

Para fugir delas, só correndo para as calotas polares
Apenas 1% das mais de 4 mil espécies são caseiras. As outras vivem na natureza, e são tão danadas que conseguem viver em quase todos os ambientes naturais, de desertos a florestas tropicais. A sua grande barreira ecológica é o frio intenso, mas nem adianta fugir para a Noruega ou a Finlândia: elas aparecerão em versões minúsculas e vão querer se aquecer no quentinho da sua casa nórdica. A única solução é correr para as calotas polares.

Eu nunca fui muito cruel com as baratas , sempre deixava-as fugir e fingia que não consegui pegar, exceto quando o pânico tomava conta dos que estavam por perto. Mas após ser atacado diretamente por umas duas ou três vezes, inclusive enquanto dormia, passei a ser mais mortal em relação a elas. Agora sabendo ainda que elas não têm papel algum na natureza, serei um verdadeiro serial killer de baratas!
Category: 0 comentários
Reações: 

Uma pitada de política

Superior Tribunal Federal
Nos últimos dias um dos assuntos do momento foi o julgamento do STF a respeito do Ficha Limpa. Podemos dizer que, ao lado do Neymar, foi o evento da semana. Ontem deu-se um impasse, já previsível, durante o julgamento, pelos ocupantes dos nossos mais altos cargos do jurídico. Ocorreu um empate, já que no momento está faltando um dos ministros para compor o número oficial, onze. A partir daí, já se considerava a possibilidade de empate, por 5 x 5, que foi o que justamente aconteceu ontem, numa sessão que durou 11 horas (eu sinceramente acreditei que seria adiada quando a luz do dia desaparecesses). O que poderia ser feito, então? Três opções: voto de minerva do presidente do STF, Pelluzo. Aceitar a determinação do TSE. Ou esperar a indicação de um novo ministro, pelo nosso amabilíssimo presidente. Palavras de Pelluzo: "Não tenho vocação para déspota". Achei genial, e calou os opositores às suas ideias por um instante. A opção de um novo ministro seria a mais viável, se deixássemos passar um simples fato. O já citado presidente indica quem ele quiser. Portanto, a real decisão a respeito do julgamento seria dele, ainda que indiretamente. A última escolha seria recorrer à decisão já tomada pelo TSE, que julgou a Ficha Limpa como válida já para essas eleições. Mas isso soaria desmoralizante para a nossa principal casa jurídica, que está acima do TSE. Um paradoxo sem fim, e sem resolução visível. Adiamento inevitável da sessão, com um discurso marcante da elegante ministra Ellen Gracie, pedindo horas extras devido à carga horária do julgamento. Sensacional, mostra o lado humano dos homens das becas de ouro.

O que mais se ouvia por aí, é que este era o julgamento de Joaquim Roriz, candidato (até o momento do julgamento de ontem) à governador do Distrito Federal, de novo. Caros leitores, o julgamento dizia respeito à lei do Ficha Limpa de uma forma geral. A decisão emitida pelo STF, valerá em todo o Brasil, para todos os candidatos que esperam essa decisão. Entretanto, o recurso em questão, foi impetrado pelo odiado - entre as camadas que se consideram intelectuais - ex-governador do DF. Faltando 10 dias para as eleições, a solução encontrada por esse senhor que de bobo só tem o jeito, foi, ao meu ver, fantástica. Apostou na sua mulher, Weslian, e a lançou como candidata estepe, pegando a todos de surpresa, que esperavam sua filha Jacqueline, já iniciada na política, ou seu vice, Jofran Frejat. O importante não é o candidato em si. O importante é o carisma do candidato, e principalmente a transferência de carisma que será feita do Roriz, para a estepe (principal arma petista na campanha à presidência). Quem pode se identificar mais com a pessoa, do que a mulher que há mais de 50 anos vive junta a ele? A filha também poderia ser uma boa, mas como já está no meio político, já tem seus ideais e seus inimigos políticos particulares, o que acabaria tornando uma confusão a política da capital. Já a mulher, que política nunca foi, apesar da experiência adquirida ao lado do marido durante todo esse tempo, tem carisma de sobra para arrecadar votos recentemente perdidos pela confusão, e manter a grande massa ao lado do eterno governador dos menos favorecidos. A emoção estará a flor da pele nesses últimos dias, e estou doido para ver a nova candidata ao governo em ação na campanha, e principalmente em debates - aí sim, perceberão uma grande diferença em relação ao marido, famoso pelo seu modo simples, e consequentemente cômico, de falar (calma, não estou falando do nosso presidente da república). Podem esperar dela um grande foco em questões morais e éticas, pelo seu fortíssimo catolicismo. Também podem esperar, é claro, continuar vendo a imagem de Joaquim nessa reta final de campanha em todo lugar ao lado da candidata.

Esperemos para ver, mas a política está com um tempero especial nessas eleições, justamente pela mobilização popular envolvendo a Lei Ficha Limpa. Um suspiro de cidadania ainda emana da nossa sociedade. Ainda há salvação.
Category: 0 comentários
Reações: 

A longa viagem inexistente

-Oh, como assim, você está postando aqui?
-Oras, estou de volta de uma longa viagem, e estou pronto para volta à vida de blogueiro!
-Viagem!? Você viajou pra onde?
-Não foi uma viagem física, foi na verdade uma viagem intelectual.
-Desculpe, mas ainda não entendi, meu caro.
-Normal, isso costuma ser incompreensível mesmo para a maioria das pessoas. É como se você estivesse ausente de alma, mas não de corpo. É como um intenso estado de devaneio, onde você está naquele momento de transição, no casulo.
-Prossiga, meu amigo. Começo a ver a situação.

E assim prosseguiu uma conversa extremamente profunda, e inteligível para todos, senão aqueles dois agentes do discurso. Agentes que faziam parte da mesma mente, constituindo na verdade um monólogo.

Não sabia como voltar ao blog após quatro meses parado, e escrevi a coisa mais estranha que me veio à cabeça. Me desculpem a ausência, pretendo retomar, apesar de já não ter mais leitores fiéis, a ideia que o blog sempre teve. Conteúdo de qualidade, e a partir de agora, contando com ideias mirabolantes deste que vos escreve, como o diálogo, ou melhor, monólogo, acima apresentado. Ainda que não faça sentido algum, imagino que seja profundo. É bom escrever de volta.
Category: 0 comentários
Reações: 

O final de LOST


Ontem completou-se uma semana do último capítulo do seriado que marcou a televisão mundial. Como um fã da série, vim trazer algumas questões relativas ao fim da série.

Muita, muita gente com quem conversei entendeu o episódio "The End" de uma forma diferente de mim. Consegui passar pra eles a minha visão das coisas, e a maioria concordou com o que eu falei. Claro que não quero dizer que entendi perfeitamente o final, do jeito que os roteiristas queriam, pois isso só eles sabem, devido a todo o mistério criado. Mas acredito sim que, da forma como eu entendi, o a história se encaixou bem, não ficou grandes furos, como vi no que muita gente falou por aí. Portanto, lá vai a minha visão sobre o final, mais especificamente sobre os flashes misteriosos, anteriormente chamados de realidade paralela.

Sim, a ilha é real. Tudo que se passou na ilha é real. Os personagens são reais. As mortes são reais. Os nascimentos são reais. A queda do avião é real. Eles não morreram na queda, eles sobreviveram e passaram por todas as aventuras na ilha, e fora da ilha, e depois, quando voltaram, na ilha novamente.

A "realidade paralela", assim chamada erroneamente por nós, fãs, era na verdade um limbo, purgatório, ou qualquer nome que você para algum lugar pós-morte. Sim, ali sim estavam eles todos mortos. Porém, aquilo só aconteceu depois de todos os personagens que ali apareceram morrerem, inclusive os que ao fim da série continuaram vivos (Hurley, Ben, Desmond, Miles, Kate, Sawyer, Claire e Lapidus). Ou seja, os flashes pós-morte se passaram muito tempo após o momento em que Hurley se torna o novo guardião da ilha e que o avião, pilotado por Lapidus, enfim vai embora. Vamos supor que o último a morrer tenha sido o Hurley, o novo guardião da ilha, e que isso tenha acontecido 300 anos depois do instante final da série, em que Jack fecha os olhos. Então, apenas depois de 300 anos é que todos se reencontraram no limbo, pois para que o encontro e as lembranças acontecessem, todos já precisariam estar mortos.

Na pós-morte deles, eles não se lembram de nada, portanto nem sabem que estão mortos. Vivem normalmente, até que algum fato os faça lembrar de tudo o que já passou, dando plena consciência e entendimento das suas mortes. A partir do momento em que eles entendem a morte, eles sentem preparados para sair daquele estado, em que eles viviam para corrigir alguns problemas ocorridos enquanto estavam vivos. O Jack, por exemplo, tinha problemas de relacionamento com o pai, e isso era o que mais o incomodava. Após a morte, no "purgatório", ele não tinha mais problemas com o pai, mas sim com o filho, e assim entendeu a posição que o pai tomava com ele. Através do relacionamento com o filho, que foi corrigido por ele, ele pôde assim entender seus problemas enquanto vivo com o pai, e pôde perdoá-lo, como vimos na cena em que Christian revela ao filho que todos ali estão mortos, e há uma cena de afeto entre os dois. E isso acontece com todos os personagens, eles corrigem após a morte algum problema que não os deixavam em paz enquanto vivos, e após isso acontecer, com algum contato especial, eles retomavam a consciência de tudo o que havia acontecido. Outro exemplo disso tudo é o Ben, que não se sentiu pronto, apesar de estar esclarecido sobre sua situação, para partir daquela fase, no "purgatório". Ele sentia que ainda precisava fazer mais pela Alex, já que tinha sido responsável por sua morte, e também por Rousseau, já que havia sequestrado sua filha, enquanto vivo.

Então, o que aconteceu na explosão? Simplesmente, eles queriam evitar que a ilha passasse a ter constantes disfunções nos seus campos magnéticos, e acharam que explodindo a ilha poderiam fazer isso. Mas a verdade é que a bomba é que causou esses problemas envolvendo o magnetismo da ilha. A ilha não afundou, as pessoas não morreram (exceto a Juliet), e não foi criada uma realidade paralela. Simplesmente voltaram para a época a que pertenciam, já nos anos 2000.

Bem, acredito que faltou falar muita coisa ainda do que penso, mas conforme eu for lembrando de algum detalhe eu vou editando aqui.
Category: 0 comentários
Reações: 

Retomada, novas perspectivas

Há muito tempo não posto aqui. Possivelmente pensaram que eu abandonei o blog. De fato eu o fiz, mas não permanentemente. Parei pra pensar na proposta do que eu queria fazer, e no que eu realmente estava fazendo, e algo não batia. Precisei de um tempo pra pensar sobre isso, e cá estou eu de volta. Encontrei o que estava errado.

O Bela Bagunça, para mim, desde o início é um lugar onde eu postaria sobre tudo, mas não de uma forma aleatória. Coisas relevantes, estando na mídia ou não. Mas, tudo isso, através de um conteúdo original do blog, construído e escrito por mim, através da minha própria opinião e de pesquisas em diferentes fontes. Eu de fato o fiz, no início. Ainda que fosse assuntos já muito discutidos, eu trazia um ponto de vista diferente, próprio. Tudo ia bem, mas acabei tropeçando na minha visão de que para ter sucesso, precisaria postar todo dia. Com o tempo, isso me fazia fazer algumas postagens simplesmente retiradas de outros lugares, fugindo da ideia original. A frequência com que isso acontecia aumentou, até que praticamente tudo que eu postava era um ctrl+c ctrl+v de outros blogs ou sites, perdendo muito a qualidade. O último post sobre capas da Alice é a maior prova disso. Não é parte do intuito do blog simplesmente mostrar capas de livros, sem sequer tecer comentários sobre.

Dito isso, estou de volta, com a ideia original, de sempre apresentar algum conteúdo próprio. Para isso, cheguei a conclusão de que não existe uma obrigatoriedade de posts diários. Afinal, o importante não é a quantidade, e sim a qualidade. Com isso, acabarei tornando o Bela Bagunça um pouco mais pessoal, mas sem que isso interfira na qualidade e no conteúdo do blog.

Valeu galera, estamos de volta. Desculpem a ausência. :D
Category: 0 comentários
Reações: 

As diversas capas de Alice

Seguindo a onda de Alice no País das Maravilhas, hoje trago diversas capas de diferentes versões do conto de Lewis Carroll já lançadas ao longo do tempo, e ao redor do mundo. A primeira é a primeira edição de Alice nas terras tupiniquins.


















Fonte:
Listas Literárias
Eternamente Alice
Category: 0 comentários
Reações: 

Maquiagens realistas

Enquanto pessoas comuns pensam em maquiagem apenas para melhorar a aparência, um outro fim é dado para elas além da beleza. Seja para parecer com personagens famosos, ou para criar personagens próprios, pessoas usam a maquiagem, de uma forma bem realista e extravagante. Veja alguns exemplos do que eu estou falando, logo abaixo. Extremamente bem-feitas, por vezes chegam a confundir-se com a realidade, não deixam de ser uma interessante forma artística.















Fonte: Menino Gaiato
Category: 0 comentários
Reações: